terça-feira, 31 de agosto de 2010

Rádio "Tem Gato na Tuba ". Segunda emissora de rádio escolar na Educação Infantil é inaugurada em grande estilo


Nesta terça-feira, 31 de agosto, a Rede Municipal de Ensino ganhará mais uma rádio escolar mirim: a Tem Gato na Tuba. Formada por 210 crianças com 5 anos de idade que estudam na Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Guia Lopes, da zona Norte, esta é a segunda rádio feita por alunos com menos de 6 anos. No dia do lançamento, será transmitido o primeiro programa, que contará com entrevistas, matérias sobre os projetos desenvolvidos em sala de aula e na escola, música e outras notícias.
Envolvendo os alunos das seis turmas de 3º estágio da unidade, a novidade surgiu a partir do projeto didático Música no Parque, criado em maio deste ano, que visa aproximar os pequenos da música e ajudá-los a ampliar o repertório musical. Todos os dias, na hora da brincadeira livre, são eles que escolhem as canções que querem ouvir. Para que todos soubessem mexer na aparelhagem de som, os próprios alunos produziram um vídeo com orientações, que é exibido sempre que necessário.

Com essa experiência, os profissionais da EMEI perceberam que os alunos poderiam ir além e, seguindo o exemplo bem sucedido das rádios escolares desenvolvidas em muitas Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs), criaram o projeto Tem Gato na Tuba. A rádio é chamada assim por conta da música de mesmo nome, que está entre as preferidas das crianças.

Mais força ao protagonismo – Esse não é o único projeto da escola que estimula o protagonismo infantil. Hoje, a EMEI Guia Lopes conta com duas bandas, trabalho que ensina os alunos a tocar instrumentos de percussão. A Imprensa Jovem tem alunos que tiram fotos e fazem entrevistas que depois são reproduzidas em um Jornal Mural. A escola tem ainda horta e cozinha experimental, dando oportunidade para que, além de aprender a cultivar os alimentos, as crianças possam desenvolver novas receitas usando o que colhem. Há ainda o projeto Monitores Mirins, no qual os estudantes do 3º estágio fazem o cerimonial em eventos da EMEI e auxiliam os mais novos em algumas atividades.

Para a diretora Cibele Araujo Racy Maria, as atividades da rádio Tem Gato na Tuba vão acrescentar pontos positivos ao trabalho pedagógico da escola. “Além de ajudar os alunos a ampliar o vocabulário, a rádio escolar vai desenvolver também a criatividade e a segurança para que eles se coloquem em diferentes situações”, explica. Além disso, ela destaca a importância de integrar os diversos projetos da unidade, fazendo com que todas as atividades se complementem e favoreçam cada vez mais o aprendizado.

As transmissões – Os programas ao vivo da Tem Gato na Tuba serão produzidos um dia por mês, em dois horários: 9h30 e 15h30. Em cada mês, uma das três turmas de cada turno do 3º estágio será a responsável pela produção. Eles escolherão as pautas, os entrevistados e farão uma pesquisa com as crianças da escola sobre as músicas que querem ouvir na programação. Enquanto isso, as outras duas salas farão a monitoria e o jornal mural. Ao longo do mês, o programa será retransmitido durante as aulas de informática.

A Tem Gato na Tuba integra o projeto Nas Ondas do Rádio, do Programa de Educomunicação da Secretaria Municipal de São Paulo. Um trabalho que forma produtores de mídia, permitindo que sejam desenvolvidas estratégias de comunicação que podem ajudar no processo educativo dos alunos e na integração entre escola e comunidade. As escolas trabalham o projeto de formas variadas – desde histórias em quadrinhos, fotografia, jornais e vídeos até rádios escolares.

Matéria publicada no portal da educação pela jornalista Bruna Ancheschi

http://portalsme.prefeitura.sp.gov.br/









30/08/2010 - 16:23

Direto da Bienal do Livro: O que é Lusofonia ?

LUSOFONIA é o conjunto de identidades culturais existentes em países, regiões, estados ou cidades falantes da língua portuguesa como Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e por diversas pessoas e comunidades em todo o mundo.
Na bienal tinha um stand que falava sobre a lusofonia,fomos até ele conhecer um pouco mais sobre esse assunto.



Aline e Paula

Imprensa do Laerte no stand da Lusofonia



Bienal: Entrevista com a Editora Moderna

Além de todas as entrevistas ja postada nesse blog,entrevistamos também a Editora Moderna.Para quem não conhece a Editora Moderna é uma editora brasileira. Esta editora edita, publica e distribui livros didáticos, materiais de apoio e livros de literatura desde 1968, tendo se tornado uma das líderes do mercado brasileiro.Nós do Laerte tivemos a oportunidade juntamente com a ajuda do Projeto nas Ondas do Rádio de entrevistar a Coordenadora Eliane que representava a Editora.Ouça a entrevista e veja as fotos:









Novidade na Bienal do Livro: Livro Digital


Um livro digital ( e-book) é um livro em formato digital que pode ser lido em equipamentos eletrônicos tais como computadores, PDAs ou até mesmo celulares que suportem esse recurso.Na Bienal do Livro desse ano tivemos a oportunidade de conhecer melhor essa nova tecnologia.Fomos no stand do livro digital e conversamos com o Tiago (que estava divulgando o e-book).Ouça a entrevista:

Tatiana Belinky na Bienal do Livro 2010

Depois de algumas risadas e um autografo conseguimos fazer uma entrevista com Tatiana Belinky.

Uma grande escritora de literatura Infanto Juvenil. Esses são alguns livros da autora:
-Saladinha de Queixas.
-Limeriques do Bípede Apaixonado.
-Vovô majai e as Lebres.
-Beijo, Não! No, no Don’t Kiss!

Tatiana Belinky com os alunos da equipe Laerte em Ação.
Ouça a entrevista:


segunda-feira, 30 de agosto de 2010

EMEF Henrique Felipe da Costa entrevista Pedro Bandeira

video

Canal Futura apresenta o projeto Imprensa Jovem em ação na Bienal Internacional do Livro

Alunos da rede municipal de ensino participam da Bienal do Livro em São Paulo. Eles participam do programa Imprensa Jovem, que visa reforçar a aprendizagem por meio da prática do jornalismo. Entre os entrevistado. Os alunos chegaram a entrevista o secretário Alexandre Schneider e o governador Alberto Goldman. As reportagens serão publicas em um blog.


video

Bienal do Livro receber os alunos repórteres mirins da Rádio Tem Gato na Tuba

O Programa  Nas Ondas do Rádio trouxe centenas de alunos reporteres para cobrir os 10 dias da Bienal Internacional do Livro. Junto com esta galera trouxemos a criançada da Rádio Tem Gato na Tuba, a 2ª emissora de rádio com alunos do Ensino Infantil. Esta  equipe chamou  muita atenção do publico e até dos entrevistados. A rádio Tem Gato na Tuba será inaugurada amanhã dia 01/09/2010 na EMEI Guia Lopes, localizada na região de Freguesia do Ó.  Confira o depoimento dos meninos:

Tv Cultura entrevista a Imprensa Jovem na Bienal

Os alunos do Campo Limpo entrevistaram a vice-prefeita de São Paulo. Confira a entrevista realizada pela TV Cultura.

video

No dia 17 de agosto de 2010 a TV Cultura de São Paulo esteve na Bienal Internacional do Livro e acompanhou a Cobertura dos alunos da Imprensa Jovem.

Neste dia esteve também presente a Vice prefeita Alda Marco Antônio, entrevistadas pelas EMEF Zacarias e Mario Fittipaldi do Campo Limpo.

Os alunos Kevin Nunes 7ª B e Juliana Eloise, 4ª B da EMEF Prefeito Adhemar de Barros foram entrevistados pela reportagem da TV Cultura. Falaram sobre o uso do twitter e os acessos durante o evento, além twittarem também.

Durante o evento os acessos ao Blog da Escola tiveram grande aumento. 

No sábado dia 28 de agosto de 2010 o vídeo foi apresentado em um curso aos Gestores da Diretoria Regional de Ensino do Campo Limpo.
 

Imprensa Jovem da EMEF Alferes na 21.ª Bienal Internacional do Livro



Estamos aqui para falar sobre a nossa experiência na 21.ª Bienal Internacional do Livro. Apesar da demora para chegar ao local pretendido (e que demora...), a viagem foi divertida. Conhecemos novas pessoas e lugares. Ao chegar lá, encontramos o coordenador do projeto "Nas Ondas do Rádio" e "Imprensa Jovem" - Carlos e a representante da Informática Educativa da DRE Santo Amaro - Tereza. Eles nos orientaram sobre como realizar as entrevistas e possíveis perguntas que poderiam ser feitas.
Era muita gente; saímos com o objetivo de conseguir algumas matérias para a rádio. Fizemos várias entrevistas com várias perguntas, entre elas teve uma que chamou a nossa atenção que foi: Você acha possível influenciar a leitura através da mídia?" Tivemos diferentes respostas como: "Depende da mídia". Um dos momentos mais marcantes para nós foi a entrevista com a escritora Eva Furnari que foi realizada pela aluna Beatriz Martins de Paula. Ela respondeu todas as nossas perguntas e foi muito simpática com toda a equipe.
Outras equipes também entrevistaram pessoas importantes como editores, escritores e o público em geral. Essas reportagens serão postadas aqui no blog, aguardem!
Na volta, todos estávamos bem cansados, mas animados com o trabalho que desenvolvemos. Despedimo-nos das novas amizades.
Lendra, Raul e Beatriz

A escritora Eva Furnari fala da sua vida e obra para os alunos repórteres da Escola Alferes Tiradentes

Essa é a entrevista com a escritora Eva Furnari realizada pela aluna Beatriz Martins de Paula da EMEF Alferes Tiradentes para a Imprensa Jovem durante a 21.ª Bienal Internacional do Livro.

domingo, 29 de agosto de 2010

Encontro Brasileiro de Educomunicação - Imprensa Jovem presente cobrindo este grande evento

O II Encontro Brasileiro de Educomunicação apresentou ao publico que esteve presente na ECA e também aos mais de 1000 internautas que acompanharam o evento via internet através do sistema IPTV , um panorama das ações, politicas publicas, projetos ligado ao campo da Educomunicação desenvolvido no país. O encontro também apresentou a sociedade o novo curso de graduação de Educomunicação que formará profissionais para atuar, sobretudo, no campo da educação.

A Imprensa Jovem do Melega esteve presente e realizou cobertura majestosa, colhendo depoimentos dos participantes e publicando no Blog do evento e divulgando no Twitter @alunoreporter. Confira!


sábado, 28 de agosto de 2010

A aluna Maiara Moreira da Emef Carlos Augusto – repórter da Imprensa Jovem - entrevista o autor do livro D.E.I.S (Dep. Esp.de Inv.Sobrenatural)


MAIARA - Qual a sua obra?

JONES – Eu escrevi o livro D.E.I.S. (Departamento Especial de Investigação Sobrenatural), que é um grupo da policia civil que é encarregado de cuidar dos piores casos, casos em que a polícia normal não consegue trabalhar. É um livro de terror, bastante descritivo, com muito sangue, muita violência e ele também está virando um jogo digital. É o primeiro livro no Brasil a ser transformado em jogo digital

MAIARA – A mídia incentiva a leitura?

JONES - Incentiva sim. Tanto as redes sociais, como o twitter, com a própria mídia, Globo, eles tentam vender os seus livros, “vender o seu peixe” e essa é uma forma de incentivo. A mídia digital também é muito bom. Fazer um produto midiátivo como nós fizemos, um livro que é um jogo também, porque um chama o outro, o pessoal que joga o jogo vai querer ler o livro, o pessoal que lê o livro, vai querer jogar o jogo. Então este campo midiático é muito bom.

MAIARA – Para encerrar nossa entrevista, o que você acha do nosso trabalho, da imprensa jovem?

JONES - Muito bom é bom o jovem jornalista querer saber sobre literatura, querer discutir sobre literatura, querer discutir sobre literatura, querer conversar com autores, aqui no estande da Multifoco a gente tem autores o dia inteiro, cinco seis, sete autores, que estão sempre em contato com o público, com os leitores. É bom para nós esse pessoal do jornalismo jovem que se interessa agora no início pela literatura, incentiva o resto do pessoal a ler, isto é muito bom.

Imprensa Jovem - Bienal do Livro - DRESA - EMEF Carlos Augusto

quinta-feira, 26 de agosto de 2010





Dia 18 de agosto, eu Bianca, aluna-repórter da EMEF Conde Luiz Eduardo Matarazzo, entrevistei Ana Paula, da Câmara Bahiana do Livro.

Eu perguntei pra ela sobre um totem num formato de chapéu, ela me disse que os reis da África usam totens como aquele para se proteger do sol, disse também que é comum na África usar enfeites.

Também perguntei sobre macumba. Ela explicou a diferença entre a macumba e o candomblé, na Bahia o mais comum é o candomblé. Ela disse que aquilo que as pessoas chamam de macumba na verdade é o candomblé. Este sim é o nome da religião. Disse, ainda, que algumas pessoas usam o nome “macumba” para xingar e ofender e outras pessoas são bem desinformadas sobre esse assunto e por isso há preconceito.

Eu perguntei à ela se a macumba faz mal pra alguém,porque muitas pessoas falam coisas que ela não é uma coisa tão boa assim. Ela me respondeu o seguinte: macumba não é ruim, ruim são as pessoas e a mente delas que pensam assim!

Eu também perguntei sobre os orixás que é uma crença diferente e que pouquíssimas pessoas conhecem. Existem vários orixás e são como as outras religiões onde cada um acredita em outras crenças.


Aluna-repórter Bianca - 6ª série A da EMEF Conde Luiz Eduardo Matarazzo.

Imprensa Jovem da EMEF Florestan na Bienal do Livro

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Jornal Agora publica reportagem sobre Educação Especial em SP: Imprensa Jovem do Adhemar acompanha a cobertura

Na edição de hoje do Jornal Agora foi publicada uma reportagem sobre Educação Especial na Cidade de São Paulo. Em destaque foi publicado um quadro em que a SAAI (Sala de Apoio e Acompanhamento à Inclusão) da EMEF Prefeito Adhemar de Barros no Campo Limpo é elogiada pelo trabalho desenvolvido.

Uma equipe da Imprensa Jovem na semana passada acompanhou na Escola a cobertura do Jornal Agora e a Assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Educação.

Amanhã acompanhe aqui a matéria completa. E também a visita que a Escola recebeu em junho da Assessoria de Imprensa da Secretaria que passou uma parte da manhã visitando e acompanhando as atividades da SAAI e da Sala de Leitura.

Prof christian Sznick
Professor de Apoio Pedagógico

Apresentando a 21º Bienal do LIvro



Equipe de alunos da EMEF Arthur Azevedo, representando a Imprensa Jovem, apresentam a 21ª Bienal Internacional do livro 2010.
Os alunos: Eder, Raiany, Kamila, Caue, Larissa, Leticia, Julio, Yasmim, Antonio, Beatris, Jessica, Mirely, Pedro, Yara, Thais, Michele, Rodrigo, Viviane,Thais Figueredo, cobriram o evento.
Professores responsável: Denise e Aristeia.

sábado, 21 de agosto de 2010

Qual foi a sua grande viagem literária?

Matéria produzida pelos alunos repórteres e publicada no Diário Oficial do Município em 21/08/2010

Faça download da página 4. A matéria é a segunda desta página. Clique aqui

Imprensa Jovem na Bienal Internacional do Livro

Uma visão divertida feita especialmente para o UOL Criança. Confira !

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Posso Ter Posso Pensar- autoras do livro conversa com a Imprensa Jovem na Bienal do Livro


A aluna repórter Priscila Dias da Escola Municipal Carlos Augusto de Queiroz Rocha entrevistou as autoras do livro Posso Ler Posso Pensar - Leitura em Construção, da editora da Universidade Federal Fluminense. As autoras Iduína Mont'Alverne, Helena Chompré, Sylvia de Castro e Tania Cozzi conversaram com nossa reporter num bate papo gostoso falando sobre o livro, Midia e Literatura, entre outros assuntos. Confira!

Matéria publicada no Diário Oficial de 19 de agosto

Como incentivar a leitura para as novas gerações?Texto produzido pelos alunos repórteres e publicado no D. O.

Para ler a matéria, faça download aqui.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

21º Bienal do Livro 2010



Professores escritores dão um show de apresentação para crianças na 21º Bienal do Livro 2010.
Nós, alunos da imprensa jovem estávamos lá para cobrir este maravilhoso evento.
Escola- EMEF Arthur Azevedo - DRE Penha
Video: Thais, Letícia, Kamila

Repórter por um dia



Alunos da EMEF Arthur Azevedo na rádio CBN - repórter por um dia.

Pedro Bandeira



As alunas Larissa e Jessica da EMEF Arthur Azevedo entrevistaram o escritor de muitos gêneros: narrativas longas e curtas, poesia, teatro, tradução e adaptação.

Professora Denise

Espaço Professor



Uma das inovações da 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, o Espaço do Professor, foi concebido com o objetivo de contribuir com a qualificação de professores dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas e particulares, para que possam desenvolver atividades utilizando o livro e a leitura em sala de aula.

Imprensa Jovem:
Entrevista -- Yara 11 anos
Vídeo -- Julio 13 anos
Fotografia -- Yasmim 12 anos
Edição de Vídeo -- Profª Denise a aluno monitor Julio
EMEF Arthur Azevedo DRE Penha

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

A Bienal do Livro Aluno Reporter é apresentador do UOL Criança



As garotas Ana Dandara Miranda, 12 anos, Bianca Pinheiro Lemes, 10, e Yasmin Aparecida Lima, 10, viraram repórteres mirins do UOL Crianças por um dia para apresentar as atrações da Bienal do Livro de São Paulo. Por lá, elas se divertiram muito, viram vários tipos de livros diferentes e entrevistaram até um livro falante, chamado Mestre Livrósio! A Bienal do Livro de São Paulo ocorre até o dia 22 de agosto, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Corra para lá para conhecer!

Ana Dandara, Bianca e Yasmin fazem parte do projeto Imprensa Jovem, realizado pela Secretaria Municipal da Educação de São Paulo.

Vá no site do Uol  e deixe o seu comentário
Fonte: Uol Criança
http://criancas.uol.com.br

Monteiro Lobato inspira autor

Nós, alunos da EMEF Conde Luiz Eduardo Matarazzo e EMEF Roberto Mange. Estamos na 21ª Bienal do Livro.
Dividimos nossa equipe para fazer as entrevistas, cobertura e filmagem dos stands, autores, visitantes, participantes e divulgadores de livros (impressos e digitais). Conseguimos entrevistas com pessoas importantes, exemplo: o vice-presidente da editora Melhoramentos, assim como com o organizador da bienal.
Também conseguimos uma entrevista com um ilustrador de livros infanto-juvenis, ele disse que suas inspirações vieram dos livros de Monteiro Lobato e o que ele mais gosta de desenhar são expressões.
Já o organizador da bienal e o vice-presidente da editora Melhoramentos disseram que a leitura no Brasil ainda está em níveis baixos, mas que com o auxílio da bienal e do incentivo que as escolas dão a leitura isso logo logo vai mudar.
Ocorreram outras entrevistas que foram feitas pelos alunos das outras equipes do "Conde" e do "Mange".
A bienal do livro vai acontecer até o dia 22 de Agosto. NÃO PERCA A OPORTUNIDADE DE VISITAR A BIENAL.

Aluno Reporter: Paulo H.

Alunos da DRE Butantã e DRE Penha se reúnem na sala de impresa, da Bienal para redigir e editar sua matérias

Alunos trabalhando na sala de imprensa da Bienal do Livro

Marcia Cerqueira, coordenadora pedagógica da EMEF Conde Luiz Eduardo Matarazzo já é uma veterana para conduzir alunos de sua escola para cobrir a Bienal do livro. Todo ano ela traz os jovens repórteres para entrevistar autores e conhecer mais de perto as novidades das editoras. Paulo Henrique e Nádia Suelen do "Conde", como costumam chamar carinhosamente a escola, passaram o dia (quarta) entrevistando autores e redigindo textos que irão alimentar o blog do Programa Nas Ondas do Rádio e o da sua escola.

A professora Aristéia da EMEF Arthur Azevedo da DRE Penha é estreante no Programa Nas Ondas do Rádio e está achando extremamente importante esse papel protagonista desempenhado pelos alunos. "O envolvimento deles como jovens repórteres é cativante e muito adequado para formar cidadãos conscientes de seu papel. A Camila da 7a B é muito dedicada e multimidiática, tanto produz bons textos quanto vídeos e podcasts".

Livro digital veio para ficar?

Muito interessante a ideia de ler um livro de modo digital. Alguns estandes da Bienal do livro apresentam essa opção.
Alunos da EMEF Arthur Azevedo tiveram em mãos o e-book da Submarino e o acharam parecido com um MP4, só que maior. Leve, fácil de manusear, deve facilitar a leitura, pois é possível reunir em um só aparelho vários livros.
A versão vendida pela Submarino vem com 5 clássicos da literatura brasileira e 9 da internacional.

Thais Mazzotti, Beatriz Karina, Mirely Meire de Oliveira.
EMEF Arthue Azevedo - Tatuapé

Imprensa Jovem do Zaca na Bienal 2010

Ontem (17/08/2010), em uma de nossas entrevista, conversamos com Alexandre Schneider, secretário municipal de educação, que lembrou da visita realizada na nossa escola e nos contou o gosto pela leitura.

Veja a entrevista:

 
Para visitar nosso blog clique aqui.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Paola Prandini - Educomunicadora do site AfroEducacao

Imprensa Jovem com Ziraldo e Maurício de Souza

De imprensa para imprensa

A TV Cultura fez uma visita hoje mais cedo à redação da  Imprensa Jovem na Bienal do Livro e entrevistou o aluno repórter Kevin Nunes da EMEF Prefeito Adhemar de Barros do Campo Limpo.

Blogando na Bienal - 2010

Olá Galera Antenada!!!

Nós da Emef Zacaria, estamos realizando várias entrevistas e participando de várias atividades desenvolvidas aqui na Bienal.

Dentre as entrevistas, a Imprensa Jovem do Zaca entrevistou a primeira mulher eleita presidente da Camara Brasileira de Livros, Sra. Roseli Boschini. Também fomos visitados por Alexandre Schneider, secretário municipal da cidade de São Paulo.

Vejam algumas imagens:



Fique antenado, vamos publicar novas informações em breve.
.

Alunos da EMEF Mário Fittipaldi (DRE Campo Limpo) entrevistam o escritor Pedro Bandeira

As 14h, esteve no salão de ideias o escritor Pedro Bandeira falando sobre as suas publicações e também contou sobre sua infância dura sem o pai, relatando algumas experiências, inclusive em um ambiente escolar. O autor interagiu de forma espontânea com o imenso público infanto-juvenil.

Questionado sobre a venda do Livro "Diário da Feiurinha", adaptado para a linguagem cinematográfica por Xuxa Meneguel, pelo aluno-repórter Renan Almeida, 14, o escritor ironizou dizendo que independente do filme, o livro vende bem, atingido a venda superior a 2 milhões de exemplares.

Você acha que a tecnologia digital pode substituir o livro?



A galera da Imprensa Jovem, do Programa nas Ondas do Rádio, percorreu a Bienal do Livro fazendo esta pergunta e descobriu, ao entrevistar diversos profissionais, que a tecnologia digital atualmente ajuda a disseminar a leitura, por causa do fácil acesso que ela proporciona a textos de vários tipos.

Graças ás inovações tecnológicas, pessoas de todas as idades têm a oportunidade de conhecer novas formas de leitura, como os livros digitais e-books), um dos temas na 21ª Bienal Internacional do Livro!

Muitos estandes apresentaram a novidade. Vários entrevistados acharam que o livro digital é muito mais prático e pode substituir o livro impresso, coisa que a maioria acha que nunca acontecerá.

De acordo com os entrevistados, os livros digitais são ainda muito caros e, por isso, aqueles que não tem condições de comprá-los continuarão sem acesso a essa tecnologia e usando o velho e útil livro impresso.

De qualquer forma, parece que a tecnologia digital se apresenta como parceira perfeita da leitura, trazendo mais possibilidades para que crianças e adolescentes possam ler cada vez mais!

Uma das entrevistadas na Bienal, a escritora e formadora de educadores Kátia Karan, confirma esta impressão, afirmando à nossa equipe de educomunicação que o livro não pode ser substituído por um “e-book”, pois embora seja uma nova alternativa, o livro de papel continua sendo o nosso velho companheiro de todas as horas”.

O fato é que acompanharemos este debate durante um bom tempo, e o mais provável, é que, como sempre acontece, as mudanças ocorram aos poucos, transformando nossos hábitos e a nossa cultura!

Enquanto isso, no estande da Secretaria...

O programa Xadrez Movimento Educativo, também esteve presente na Bienal Internacional do Livro nesta sexta-feira, dia 13 de agosto, oferecendo ao público, uma simultânia com mestre da Federação Internacional de Xadrez, Adriano Caldeira.

Durante 1 hora, o profissional foi desafiado por jovens visitantes do evento e mostrou toda a sua técnica enquanto fazia movimentos em sete tabuleiros ao mesmo tempo. A galera estava ansiosa para vencer o mestre. Os participantes gostaram da oficina e já estão perguntando a próxima simultânia , que acontecerá na próxima sexta-feira, dia 20.

Na Rede Municipal de Ensino de São Paulo, o projeto de xadrez começou em 1994 e se transformou em Programa em 2009. Conta hoje com aproximadamente 40.000 participantes entre professores e educadores e já fez vários alunos campeões em torneios municipais.

Trata-se de um dos maiores programas de xadrez do mundo e vem ganhando a simpatia e adesão dom publico escolar. O xadrez ajuda na concentração e aumenta a sinapse durante os estudo.

Matérias produzidas pelos alunos repórteres das Escolas Municipais Prof. Carlos Pasquale, CEU São Carlos, João Augusto Breves, Henrique Felipe da Costa - Henricão.

alunos repórteres: Paloma Reis, Giovanna Dourado, Henrique Guilherme



Bate papo literário sobre as obras de Monteiro Lobato e Dulce Auriemo


Alunos repórteres da Imprensa Jovem, do Programa Nas Ondas do Rádio, da Rede Municipal de Ensino de São Paulo colheram informações sobre a vida e obra de Monteiro Lobato, um dos homenageados da 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Conferimos com os educadores presentes na Bienal que ao resgatar obras de Monteiro Lobato e outros autores através do livro impresso pode-se reforçar o lúdico. “Pois, neste mundo que
é quase todo virtual, as crianças poderão exercitar mais a imaginação, interpretando suas leituras e dando espaço ao mundo da fantasia”, afirmam os educadores. As crianças procuraram saber mais sobre o perfil dos personagens e suas histórias, buscando identificá-las ao seu cotidiano. A proposta da visita a Bienal foi desenvolver um vídeo pelas próprias crianças, destacando a influência da obra de Monteiro Lobato em suas vidas. Os alunos lembraram que Monteiro Lobato além de escrever o Sítio do Pica-Pau amarelo também criou a indústria do livro no Brasil, ajudou em campanhas como “O petróleo é nosso”, saneamento e na criação da indústria siderúrgica. Em “O Sitio do Pica-pau amarelo, principal obra, segundo os alunos, ”o autor mostrou sua confiança na nossa inteligência e soube muito bem empregar o humor, a originalidade, nos surpreendendo através de um diálogo repleto de ações, tudo aquilo que gostamos”. No entender dos professores, escritor criou um universo mágico habitado por personagens que povoam a imaginação de muitos brasileiros, tanto crianças como adultos, como a boneca de pano Emília, Narizinho, Pedrinho, Dona Benta, Visconde de Sabugosa, Tia Nastácia, Saci e Marquês de Rabicó.

Outra entrevista foi realizada com a escritora de obras infantis e compositora Dulce Auriemo. A escritora, que já participou de outras Bienais como editora, participa pela primeira vez como autora e conta aos alunos como ocorreu esta sua experiência. Pois, na noite em que descobriu que sua filha estava grávida, sonhou que seria avó de um bebê do sexo masculino. A partir deste momento começou a compor música e a escrever livros. Ao nascer seu neto, um menino, Dulce Auriemo dedicou todas suas composições musicais e seus livros para as crianças.
A aluna entrevistadora Anna Paula Viera Lima, da Emef Dias Gomes, perguntou o que a autora acha dos livros digitais. Para Dulce é bom continuar com os livros impressos ao invés dos digitais, porque é a criança poderá manusear página por página do livro impresso, o que a torna mais próxima e intima da estória que leu. “O livro no papel incentiva mais as crianças a lerem”, afirma a autora.
Um dos seus livros é Makiko e Tatuiuiú - Guardiões da Natureza. A história tem como objetivo despertar desde cedo nas crianças a preocupação com a preservação da natureza e do meio ambiente.

Anna Paula Viera Lima – EMEF Dias Gomes
Cinegrafista: Marcel Emerson dos Santos Westefelder – EMEF Saturnino Pereira
Renata Bezerra Rodrigues – EMEF Saturnino Pereira
e Andressa dos Santos da EMEF Anna Lamberga Zéglio

Abertura da 21° Bienal Internacional do Livro


Acontece em São Paulo a 21ª Bienal no Livro Internacional , um evento direcionado ao público de diversas áreas, que abrange diversos temas, para incentivar a leitura. Prestigiando a abertura do evento contamos com a presença de Paulo Goulart, Beth Goulart e Maria Fernanda Cândido que prestaram homenagens aos grandes autores como Monteiro Lobato e Clarise Elispector.

O evento foi especialmente trabalhado para incentivar e mostrar um pouco da literatura Brasileira. Esse ano ainda podemos contar com a presença do prefeito de São Paulo falando sobre os projetos de implantação da leitura nas escolas municipais paulistanas, onde possibilita a entrada dos alunos nesse universo mágico que é a leitura. Ele afirma que a base de tudo é a leitura e o conhecimento, que enriquece o aprendizado em diversas áreas e expande esse mundo.

Em memória a alguns autores foram ditos algumas palavras. De Monteiro Lobato foram citados alguns de seus versos, e trechos de seus livros, abrindo nossos olhos para a inocência infantil que é perdida quando atingimos a idade adulta. De Clarisse Lispector, sua escrita fala do universo feminino, como ser mãe, amar ao próximo como a si mesma.

Na abertura da Bienal estiveram pessoas de várias partes de mundo, tendo como foco uma única coisa: apreciar, incentivar a leitura e compartilhar a cultura em geral. Todos abertos e dispostos a conhecer, não só novos livros, mas um pouco do ser brasileiro, porque pode não parecer, mas autores brasileiros são muito bem valorizados em outros países, e muitos dos brasileiros não os conhecem pelo simples fato de não partilharem do hábito da leitura , por isso leiam mais!

Conhecimento é a única coisa que não podem tirar de você.

No primeiro dia do evento, a equipe imprensa jovem esteve presente com as escolas: EMEF Fernando Gracioso, EMEF Jairo de Almeida e EMEF Jardim das Conquistas.

Thais Valenthiny e Cristian Montini, alunos da EMEF Fernando Gracioso.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

CLICK !

Thayde e AJ (Aluno Repórter) na Campus Party 2010

Dona Ruth Cardoso foi uma das grandes personalidades entrevistadas pelo Imprensa Jovem.

A entrevista com Ruth Cardoso, ex-primeira dama do país, foi uma das mais importantes entrevista do Imprensa Jovem. Ela foi entrevistada durante o Congresso Internacional de Cidades Educadores que aconteceu em São Paulo em 2008, final de abril de 2008. A entrevista teve grande repercussão na internet após a sua morte. Confira.

domingo, 8 de agosto de 2010

Rádio Jacaré - Nossa Imprensa Mirim estará presente com os pequenos alunos reporteres do Ensino Infantil

A Rádio Jacaré FM, uma projeto pioneiro de Rádio Escolar em Ensino Infantil no país, estará presente com os alunos repórteres mirins com faixa etária de 4  a 6 anos. Liderada pela professora Ana  Paula e o professor Marcelo,  a equipe apesar de nova em todos os sentidos já tem experiência de montão.

A Rádio Jacaré foi uma das equipes que se destacaram na Campus Party 2010 realizando uma cobertura jornalística que chamou a atenção dos participantes do evento.  A participação dos alunos repórteres da Rádio Jacaré rendeu um video documentário a partir das filmagens com celulares e camera de digitais. Assista o vídeo documentário.



A Rádio Jacaré estará no dia 12/08/2010 junto com escolas de Pirituba. Para conhecer mais sobre a Rádio Jacaré, ouça o seu primeiro programa.



Conheça mais o projeto acesssando o blog

http://radiojacarefm.spaces.live.com/

sábado, 7 de agosto de 2010

Campus Party Brasil - De acordo com um do organizadores a Imprensa Jovem é uma atração

A Campus Party é um dos grandes eventos que já faz parte do calendário de cobertura jornalistica do Imprensa Jovem. Nos 3 encontros lá estavámos com os alunos reporteres realizando coberturas sensacionais. A Imprensa Jovem para Marcelo Branco, organizador da Cparty é uma sensação e uma atração a parte. Confira a entrevista.



Para saber mais sobre a cobertura jornalistica da Campus Party, acesse o Blog http://noarimprensajovemcampusparty.blogspot.com/